Desde maio de 2018, a legalização das apostas esportivas nos Estados Unidos tem sido um assunto bastante discutido. Com a decisão da Corte Suprema de derrubar a Lei de Proteção ao Esporte Amador Profissional e Amador de 1992 - que proibia os estados de autorizar as apostas esportivas - muitos estados norte-americanos mostraram interesse em regulamentar essa atividade.

Em geral, as leis estaduais sobre apostas esportivas variam de acordo com o estado. Alguns estados, como Nevada, já possuíam cassinos que incluíam livros de esportes antes da decisão da Corte Suprema. Outros estados, como Nova Jersey, já haviam tentado legalizar as apostas esportivas antes da decisão.

Atualmente, 22 estados dos EUA legalizaram as apostas esportivas e outros 8 estados estão em processo de legalização, enquanto 20 estados ainda não autorizaram a atividade.

A legalização das apostas esportivas nos Estados Unidos tem tido um grande impacto no mercado de jogos de azar. Segundo a American Gaming Association, o mercado de apostas esportivas dos EUA movimentou cerca de US$ 21 bilhões em 2020. Com a legalização, a indústria de apostas esportivas tem a oportunidade de crescer ainda mais.

No entanto, a legalização também apresenta algumas preocupações. Vários especialistas citam o risco de vício em jogos de azar e apostas esportivas, especialmente em adolescentes e jovens adultos. Além disso, também há a preocupação com a integridade dos jogos, já que as apostas esportivas podem levar à manipulação de resultados.

Por esse motivo, a regulamentação do setor é essencial para promover a segurança e proteção dos jogadores e garantir a integridade das competições esportivas. Como resultado, muitos estados norte-americanos estão estabelecendo regulamentações rigorosas para as apostas esportivas. Essas regulamentações incluem requisitos para licenciamento de operadores, monitoramento de jogos, identificação de jogadores problemáticos e prevenção de lavagem de dinheiro.

Em resumo, a legalização das apostas esportivas nos Estados Unidos abriu novas oportunidades para a indústria de jogos de azar, mas também trouxe preocupações com a integridade dos jogos e vício em jogos de azar. A regulamentação rigorosa é essencial para garantir a segurança dos jogadores e a integridade das competições esportivas.